0
Seu carrinho está vazio :(

Blog Mundo Infantil Store

Saiba o passo a passo para revender roupas infantis

Publicado em 08.01.2021 | comentários
15 visualizações

Faz parte da vida ver as crianças crescerem. Mas sabe o que é que também faz parte disso? A acumulação de roupas infantis! O que fazer com aquelas peças que estão em bom estado, mas que já ficaram pequenas para o nosso filho ou filha? Uma boa opção é ganhar uma grana revendendo a roupinha dos pequeninos.


Há um grande mercado para a roupa infantil no Brasil: o país tem mais de 40 milhões de crianças (quase a população inteira da Argentina!). Por isso, há muitas pessoas que aproveitam descontos, pacotes e ofertas em lojas físicas e online para depois revender essas roupas no bairro, em uma loja própria ou mesmo na Internet.


Seja qual for o seu caso, há certos passos que se devem respeitar para que o processo todo seja sustentável, é dizer: para que você aproveite ao máximo os seus recursos e o seu tempo para obter os maiores lucros possíveis. De acordo? Vamos lá.


Faça uma seleção honesta

Mesmo se você for revender as roupas infantis que você tem em casa ou se você for comprá-las em uma loja física ou virtual, o primeiro passo é fazer uma seleção. Não venda roupa que você não compraria para o seu filho. Não pelo fato de você achar ela bonita ou não, e sim porque ela é de boa qualidade e está em boas condições.


Quando for selecionar as roupas usadas ou novas, pense no seu público-alvo. No quê? Nos seus potenciais compradores, às pessoas que você acha que vão comprar a roupa que você quer vender.


Organize as peças

Uma vendedora organizada é uma vendedora eficiente. Separe as roupas por tipo, idade, gênero, cores, tecido, etc. Ter um espaço de trabalho organizado e limpo facilita muito o processo de venda.


Crie uma planilha onde você pode ir detalhando as roupas que você tem ou adquiriu e as vendas que fez. Escreva toda transação, venda e aquisição com data, detalhes da peça, onde você a comprou (se a comprou), quanto pagou, como, etc. Faça a mesma coisa com a sua lista de clientes. 

Pense uma estratégia

Todo projeto tem maiores probabilidades de sucesso quando é feito em base a um planejamento. Pense estrategicamente: Quem é que vai comprar os seus produtos? Outras mães? Qual a melhor forma de alcançar as mães? Qual a melhor publicidade? Vai vender pessoalmente? Vai vender online?


Se a sua ideia é vender roupas infantis às mães da escola dos seus filhos, não precisa criar uma página de Facebook, por exemplo. Mas se você quer expandir o seu alcance e vender mais, procure contas em redes sociais onde as mães compartilham dúvidas e dicas, grupos de vendas e trocas, etc.


Observe:

Este passo a passo não é universal, não pode ser aplicado a todas as situações. Não é a mesma coisa vender as roupas usadas dos teus filhos para as colegas do trabalho do que criar uma loja online para comprar e revender roupa ou manter uma loja física. Por isso, há dicas que servem para um caso e não para o outro. Veja:


Saiba onde comprar

Se for comprar roupa infantil para revender, escolha uma empresa que seja reconhecida e séria. Confira se ela faz envios para o Brasil todo, quais as formas de pagamento e como é a política de devoluções e trocas.


Invista em qualidade

Mesmo se for para as suas próprias crianças ou se o objetivo é comprar para revender, invista em qualidade. As boas roupas infantis demonstram a sua qualidade com o passar do tempo. Mas, atenção: não esqueça de deixar as etiquetas e os rótulos costurados da marca.


Às vezes, para o maior conforto das crianças, as mães tiramos as etiquetas porque pensamos que podem incomodá-las. Mas se forem roupas que o seu filho vai usar por pouco tempo (você sabe o rápido que os filhos crescem, né?), deixe essas etiquetas e rótulos. O valor da revenda será muito maior do que sem elas.


Procure um bom programa de afiliados (para mães influencers)

Uma boa opção para as mães que escrevem um blog, gerenciam um grupo de Facebook ou de WhatsApp ou são YouTubers é se inscrever em um programa de afiliados para ganhar por comissionamento.


Doe o que não conseguiu vender

Não fique desanimada se há roupas usadas que não conseguiu vender. Algumas peças ficam dando voltas por meses ou até anos. Não acumule, doe! Se a roupa for um pouco velha (mas estiver em boas condições e limpa!), com certeza pode ser aproveitada por crianças que precisam dela.


Dica do final

Lembre: se você comprar roupa de qualidade para o seu filho, ainda poderá revendê-la depois. O uso que o seu filho deu a essa roupa já pagou o valor dela. O preço da revenda é ganho puro.

Comentários

Mundo Infantil Store e os cookies: a gente usa cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.